Buscar
  • glow

SEJA UMA VACA ROXA

Atualizado: Mar 7

Hoje trazemos um resumo de um de um grande livro, chamado: A Vaca Roxa por Seth Godin.


Este homem é um dos líderes de hoje no marketing do Século XXI. Ele é o autor de best-sellers de maravilhas como “Permission Marketing” e “Marketing Viral”. Atualmente, é considerado um dos grandes visionários do mercado.

Em A vaca roxa, Seth Godin quer mostrar que, para continuar no mercado, é necessário diferenciar-se, pois é a única maneira que você tem que lutar e vencer em um mercado hostil e cheio de produtos iguais. O ser humano já tem tudo, por isso ou você oferece algo diferente ou você terá que ir para o mercado das massas. Com uma morte assegurada antes ou depois.


Destacamos um elemento crucial para o sucesso de uma empresa hoje em dia: ser notável com uma metáfora simples: imagine uma viagem de carro passando por fazendas. Você vê dezenas de vacas num pasto, pretas, marrons, malhadas e repentinamente vê uma vaca roxa.

Sua atenção imediatamente vai focar na vaca roxa. Você vai comentar com quem estiver no carro, tirar uma foto, mostrar para os seus amigos. Talvez, você estacione seu carro e tire uma selfie.

Essa é uma analogia para os produtos no mercado. Se antigamente ter um produto de massa era o suficiente, já que o consumidor não tinha opção de escolha, para sobreviver no mercado atual é necessário um produto excepcional e principalmente interessante.

A estratégia que Godin descreve é a de focar em early adopters ao invés da massa. Em clientes que estão buscando novidades e qualidade em seus produtos e que se tornarão embaixadores da marca, influenciando as decisões de compras de suas redes de contato.


  1. Ninguém está ansioso pra adotar seu produto. O mercado em massa está muito bem, obrigado, com os produtos que consomem atualmente.

  2. Conheça seu público alvo. Anuncie para quem gosta de novidades, quem está interessado na sua categoria primeiro seja a marca mais falada desta comunidade.

  3. O seu produto não vai agradar a todos. Saiba descartar críticas de quem não é seu mercado alvo.

  4. Seguir o líder não é uma boa estratégia no longo prazo: a analogia que ele usa é de um grupo de pássaros em revezamento, o líder sempre precisa descansar e troca de lugar com outro pássaro por um tempo.

  5. Muito bom é o contrário de extraordinário: pode parecer contraditório, mas segundo esse conceito, se focarmos em criar produtos muito bons, perdemos a chance de inovar e criar algo extraordinário, porque focamos em criar o melhor produto para todos, ao invés de criar um produto novo que atende as necessidades do nosso público alvo de uma forma inovadora.

Pense numa empresa de camisetas, se a massa compra camisetas pretas, o foco seria em criar a melhor camiseta preta, ao invés de criar uma camiseta roxa que chamaria a atenção do público.

Obs. esse conteúdo foi inspirado por vários outros blogs.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo